Sistema para Gestão de Agências

Como Star Wars pode te ensinar a delegar tarefas

1 de julho de 2016 por André Traichel

Cotidiano, Gestão, SiGA

Delegar tarefas é uma das mais temidas funções dos gestores.

O empresário Abílio Diniz cita, em um artigo, o estudo feito por John Hunt, professor da London Business School, acerca da relação entre gestores e a delegação de tarefas. Segundo ele, somente 30% dos gestores acreditam saber delegar funções. 

Mesmo assim, de acordo com os subordinados, um em cada três é um bom delegante. Ou seja, apenas um em cada dez gestores realmente sabe como delegar tarefas para outras pessoas.

 

LIÇÕES DE GESTÃO EM UM FENÔMENO CULTURAL

Em 2017, a série de filmes Star Wars, criada por George Lucas, irá completar 40 anos de existência. Já estabelecida como fenômeno cultural, Star Wars vai além do entretenimento e consegue nos ensinar algumas lições de gestão e liderança. Mais especificamente, sobre como delegar funções.

A história principal de Star Wars, contada ao longo de seus inúmeros filmes, livros e quadrinhos, é a saga de Luke Skywalker em sua luta ao lado dos Rebeldes, grupo político que busca derrotar o Império, poder fascista liderado pelo Imperador Palpatine e seu braço direito, Darth Vader.

Além da história de redenção e da luta do Bem contra o Mal, podemos extrair alguns exemplos positivos de liderança – mesmo dos vilões! -, principalmente sobre como delegar tarefas, com o objetivo de alcançar resultados positivos em projetos específicos.

Nesse post, mostraremos como você pode aprender a ser um ótimo gerente, que capacita e estimula seus colaboradores, mesmo seguindo o exemplo de um imperador intergaláctico do mal!

 

COMO APRENDER A DELEGAR TAREFAS COM STAR WARS

Pode ser que você não esteja familiarizado com a história de Star Wars. O que você precisa saber para aproveitar esse post é o seguinte: o vilão mais conhecido da saga (talvez de todo o cinema) é Darth Vader. Ele é uma espécie de braço direito do Imperador Palpatine, ex-senador da República Galáctica e líder político do Império Galáctico que conquistou sua posição através de persuassão e manipulação política, mas também pela força bruta.

Apesar disso tudo, a relação entre o Imperador Palpatine e seu subordinado, Darth Vader, apresenta alguns exemplos de liderança dignos de nota, no que diz respeito à delegação de tarefas.

 

1. ESCOLHA AS PESSOAS CERTAS PARA CADA TAREFA E CONFIE NO POTENCIAL DELAS.

Darth Vader foi escolhido pelo Imperador muito antes de estar em uma alta posição de atuação ou mesmo antes de estar pronto para as principais tarefas que o Imperador queria que desempenhasse. É como se Darth Vader viesse sendo treinado desde que era um “estagiário”.

 


O trabalho deve ser bem feito,
mas o seu jeito não é o único certo.
– Abílio Diniz


 

Mas o Imperador soube ver potencial em Darth Vader, para lhe confiar pequenas tarefas, antes que estivesse pronto para realizar feitos maiores.

Como gestor, você deve conhecer sua equipe e acreditar no potencial de cada um. Conheça também as limitações e saiba motivar cada um, delegando tarefas desafiadoras, mas que possam ser realizadas com autonomia e com as características de cada colaborador.

 

2. APRENDA A ESCOLHER QUAIS TAREFAS SERÃO DELEGADAS.

O plano do Imperador era destruir a Aliança Rebelde e dominar toda a Galáxia com plenos poderes. Ok, pode ser que você não tenha um objetivo tão grandioso – e maligno – assim. Mas você estabeleceu objetivos para o seu negócio e quer alcançá-los de maneira mais eficaz possível.

O Imperador tinha objetivos específicos para alcançar os resultados. Alguns deles só diziam respeito à ele e só poderiam ser desempenhados por ele. Por outro lado, ele tinha um poderoso assistente e um exército inteiro à sua disposição, cada qual com funções e tarefas específicas a serem desempenhadas.

Seja humilde e aceite suas limitações. Você não conseguirá abraçar o mundo – ou dominar a Galáxia – com seus próprios braços. Peça ajuda aos que estão ao seu redor.

 

3. ESTABELEÇA PRAZOS QUE A EQUIPE CONSIGA CUMPRIR. E ACOMPANHE OS RESULTADOS CONSTANTEMENTE.

Dissemos no tópico anterior que você, como gestor, precisa confiar nos seus colaboradores ao lhes entregar atividades e funções a serem desempenhadas.

Isso não significa que prazos e resultados não precisam mais ser definidos ou acompanhados. Ao contrário, essas funções passam a ser mais importantes do que nunca.

Tenha em mente que projetos precisam ter início, meio e fim definidos. E sua equipe precisa saber disso também. Mas, ao contrário do Imperador Palpatine, não defina metas com datas a perder de vista. Dessa forma, o foco possivelmente vai se perder no meio do caminho e as chances das coisas saírem dos eixos é muito grande.

 

Quiz

 

Quando o ainda Senador Palpatine escolheu o garoto Anakin Skywalker (que mais tarde se tornou o temível Darth Vader) para ser seu pupilo, seus planos de dominação da Galáxia se estendiam por décadas e só vieram a se concretizar mais de 30 anos depois. É claro que alguma coisa poderia dar errado no caminho.

Quando você não define prazos – ou define prazos muito longos – elementos inesperados podem surgir no caminho. No caso do Imperador, ele não contava com Luke Skywalker.

Não contava também que seu pupilo Darth Vader tivesse a coragem de se voltar contra ele, depois de todos aqueles anos. O que também reforça a ideia de que resultados devem ser acompanhados de tempos em tempos, para saber se funções e tarefas definidas no início de um projeto ainda se mantém da forma como foram planejadas, se necessitam de ajustes ou, até mesmo, eliminadas do processo.

 

4. CLAREZA NO AO DELEGAR PREVINE IMPREVISTOS DURANTE A EXECUÇÃO.

Podemos talvez falar sobre o exemplo da Aliança Rebelde. No primeiro filme, vemos a luta dos Rebeldes contra o Império, ao atacarem a base militar Estrela da Morte. Momentos antes do ataque, todos os Rebeldes se reúnem e recebem, detalhadamente, as instruções de como destruírem a base.

Diagramas detalhados e instruções específicas são fornecidas. Dúvidas são respondidas e até mesmo a exposição da possível dificuldade em completar a tarefa é colocada perante a equipe. Claro que a tarefa é completada com sucesso, mesmo com baixas pelo caminho (e uma “pequena” ajuda da Força. Mas isso é outra história).

É aí que está o exemplo: com instruções e tarefas delegadas com clareza, a chance de sucesso na execução de um projeto é muito maior mesmo que, durante o processo, alguns imprevistos e baixas possam ocorrer. Se ambos forem levados em conta no momento em que a tarefa é delegada, a chance desses imprevistos serem vencidos sem maiores prejuízos ao projetos, é muito maior.

 

5. DELEGAR NÃO É MANDAR E VIRAR AS COSTAS PARA A EQUIPE.

Um líder trabalha junto com sua equipe. Mesmo que suas funções sejam diferentes dos demais colaboradores – que também devem possuir funções diferentes entre si – todos vocês estão trabalhando em prol da execução e sucesso de um projeto.

Por isso, tenha em mente que delegar tarefas não é simplesmente mandar outras pessoas fazerem algo. O Imperador Palpatine dava suas ordens e virava as costas após terminar de ordenar. Não buscava soluções em conjunto. Planejava sozinho, mandava e esperava.

Quando você “ordena” e vira as costas, não consegue ver de que maneira as tarefas estão sendo executadas. Dificilmente verá erros de execução enquanto ainda podem ser resolvidos.

Não mande. Delegue e esteja sempre aberto para consulta dos membros da sua equipe. Mostre-se disponível a responder dúvidas e trabalhar junto para resolver problemas.

 

AUTOMATIZE A DELEGAÇÃO DE TAREFAS

Delegar tarefas é imprescindível para a boa execução de um projeto, como vimos nesse artigo.

Apesar de toda a tecnologia vista no universo de Star Wars, tarefas eram delegadas pessoalmente, sem qualquer tipo de ferramenta disponível para acompanhar resultados e definição de prazos. Talvez seja por isso que os planos do Imperador Palpatine para dominação da galáxia não tenham dado tão certo, no fim das contas…

Mas você, como líder e gestor, pode automatizar totalmente a delegação de tarefas por colaborador e equipe, definir prazos, especificar detalhes e informações de cada tarefa, produzir relatórios de desempenho e muito mais. O SiGA oferece tudo isso em uma só plataforma.

cta_trial