Sistema para Gestão de Agências

8 Dicas de Como Controlar a Descontrolada Equipe Criativa

3 de agosto de 2016 por André Traichel

Cotidiano, Gestão

Gerenciar uma equipe criativa é como gerenciar qualquer equipe, mas com uma “pequena” diferença:
é completamente diferente.

Equipe criativa.

Pessoas criativas possuem um modo peculiar de trabalhar e uma cultura profissional muito distinta, que foge do tradicional. 

Ser coordenador de uma equipe criativa é uma tarefa que requer os bons detalhes que o perfil de um bom líder precisa. Mas precisa também o conhecimento da cultura criativa e de como funciona a mente de um criativo.


Dirigir equipes criativas é equilibar forças, egos e desejos.
– Ed Catmull


Um dos criadores da Pixar, Ed Catmull, escreveu essa frase em seu livro Criatividade S.A. Ela é de extrema relevância para coordenadores de equipes criativas, pois reconhecer o valor de profissionais criativos e saber equilibrar a dose correta de liberdade e incentivo com a entrega de resultados é primordial.

Nesse post, damos 8 dicas de como coordenar equipes criativas. Prepare-se para fugir do tradicional e assumir riscos. Afinal, para conseguir diferentes resultados é necessário tomar diferentes decisões e agir de maneira diferente!

 

1. CONFIE NA SUA EQUIPE CRIATIVA.

Demonstrar para pessoas criativas que mesmo ideias absurdas podem gerar resultados satisfatórios, desenvolve autoestima e trabalho focado no resultado. Com isso, sua equipe terá mais confiança em expor ideias e em assumir riscos e erros.

 

2. MIME-OS. LHES DÊ LIBERDADE. E VEJA-OS FALHAR.

Profissionais criativos tendem a ter uma confiança extrema em seu potencial e acreditam que suas ideias não dão o resultado esperado porque foram cortadas pelos superiores.

Tenha coragem de mimar sua equipe criativa e deixe algumas ideias malucas tomarem forma. E deixe algumas dessas ideias falharem. Dê o feedback para a equipe e mostre que nem toda ideia que no brainstorm parece original e espetacular, trará os resultados esperados.

Isso fará com que a sua equipe passe a trabalhar a inovação de maneira mais estratégica. Eles passarão a trabalhar a criatividade focada no resultado.

Saiba administrar os projetos e saiba o que pode ou não vir a público. Assumir o risco da experimentação terá custos. Mas, com certeza, eles serão menores do que o o custo de possuir uma equipe criativa que não inova.

 

3. SURPREENDA-OS.

Pessoas criativas são movidas pela novidade. Elas não gostam de rotinas e se entediam facilmente.

Novas canetas, uma nova marca de café, a comemoração de um dia específico para a agência. Pequenos fragmentos de novidade no dia a dia da equipe criativa, fará com que o tédio não ganhe espaço e não influencie no resultado final do trabalho.

 

4. NÃO OS RECOMPENSE COM DINHEIRO.

Estudos mostram que nem sempre o dinheiro é a melhor recompensa para trabalhos bem realizados, principalmente com pessoas criativas.

Recompensar criativos com elogios, com reconhecimento e com coisas que estimulem sua criatividade, muitas vezes pode ser mais efetivo do que promessas de divisão de lucros no final do ano ou uma promoção com aumento nos próximos meses.

Tarefas finalizadas dentro do prazo, bons resultados pontuais, pequenas atividades bem feitas requerem elogios pontuais e constantes. Isso é o que motivará sua equipe mais do que o salário no final do mês.

 

5. FAÇA SUA EQUIPE SE SENTIR IMPORTANTE.

Tomas Chamorro-Premuzic, professor de Psicologia dos Negócios na UCL (University College London) diz que toda organização tem funcionários com maior e menor potencial, mas somente gerentes competentes conseguem identificar cada um.

Esse é um assunto delicado: faça pessoas capazes sentirem-se mais importantes que os menos capazes. Parece duro, mas é verdade. Ser justo não é tratar todos de modo igual, mas como cada um merece.

Estamos tratando isso na esfera dos negócios. Não significa que pessoas menos capazes devam ser maltratados ou menosprezados. Significa que pessoas criativas precisam de reconhecimento pelo bom trabalho. Mais até do que recompensas financeiras, como dissemos anteriormente.

 

6. GERENCIE-OS. MAS NÃO OS DEIXE GERENCIAR.

Pessoas criativas são ótimas com inovação, novas ideias, criação de novas maneiras de ver algo. Mas são péssimas com gerenciamento.

Por esse motivo é importante um ótimo líder no comando da equipe criativa, com visão organizacional, experiência na gestão de pessoas e projetos.

Busque ser organizado em meio à aparente bagunça. Pessoas criativas precisam de um rumo, um guia externo, que se preocupe em tomar as rédeas enquanto eles se preocupam em entregar inovação e novas ideias.

 

7. ACREDITE MAIS EM SUA EQUIPE DO QUE EM SUAS PRÓPRIAS IDEIAS.

Deixe que sua equipe se preocupe com a inovação. Desprenda-se do orgulho e não tenha medo em contratar para sua equipe pessoas mais inteligentes e criativas que você.

Se você contratou membros criativos para sua equipe criativa, acredite neles e não se prenda somente à suas próprias ideias.

Escute. Leve em consideração tudo o que sua equipe propor. Aprenda a moldar a criatividade deles, mas nunca imponha sua vontade e suas ideias.

 

8. DEFINA E MOSTRE LIMITES À SUA EQUIPE

Karen L. Mallia, professora associada da University of South Carolina, em Columbia, diz que pessoas criativas normalmente trabalham melhor quando possuem objetivos claros e entendem todos os passos do trabalho que estão realizando.

Ela cita um antigo diretor criativo da Ogilvy:


Me dê a liberdade de um prazo apertado.
– Norman Barry


 

Coordenar equipes criativas é uma nova aventura a cada dia. A novidade é constante, assim como novas ideias e inovação, que passam a fazer parte da rotina.

Mesmo assim, não abra mão da gestão de trabalhos, prazos e tarefas. Para isso, conte com o SiGA. Com ele, você poderá macro e micro gerenciar projetos e equipes, não só criativa, mas de toda a agência.

cta_trial