Sistema para Gestão de Agências de Comunicação

Atitudes óbvias – mas que poucos aplicam – para conseguir ótimos resultados na crise

21 de junho de 2016 por André Traichel

Gestão, Internet, Serviços, SiGA

Como enfrentar a crise com estratégias de marketing e gestão digital.

Sim, estamos vivendo uma crise financeira. Todos sabemos disso e cada um busca a melhor forma de passar por essa fase ruim. Formas de conseguir ótimos resultados na crise parecem improváveis.

O mercado está sofrendo o baque da economia em recessão e inúmeras empresas estão enfrentando dificuldades cada vez maiores para conseguir enxergar a “luz no final do túnel”.

Historicamente, em períodos como esse, medidas desesperadas e mal planejadas – como demissões em massa e cortes de gastos abruptos, criam verdadeiras bolas de neve, que fazem empresas mergulhar ainda mais na crise, indo até mesmo à falência.

Mas um quadro econômico completamente negativo, sem previsão de melhora ou de resultados positivos, não é deve ser uma regra permanente. Micro, pequenas e médias empresas estão apresentando exemplos de gestão que desafiam modelos tradicionais, adotados por grandes e poderosas corporações, apresentando números impressionantes, se comparados com esses gigantes do mercado.

 

ADMIRÁVEL CRISE NOVA

A crise pela qual estamos passando — iniciada, de certa forma, em 2008 — já é considera a maior desde a Quebra da Bolsa de Nova York, em 1929.

De maneira semelhante àquela época, vivemos um período de mudança, no que se refere à modelos de negócio. Estamos presenciando o que muitos chamam de “digitalismo”, e não mais o capitalismo.

Cada vez mais o mercado é global. Desde grandes indústrias, até micro negócios, todos devem repensar e redesenhar suas estratégias de venda e promoção em função das ferramentas digitais.

 

FORMAS DE CONSEGUIR ÓTIMOS RESULTADOS NA CRISE

Mais do que obrigatórios, o marketing digital e a gestão online, entre outras ferramentas e atitudes, estão ajudando muitos negócios a passarem pela crise e ainda assim, apresentarem bons resultados e crescimento acima da média.

Algumas dessas atitudes são até óbvias e estão presentes nesse artigo. Acredite, se elas forem aplicadas ao seu negócio, os resultados positivos — tímidos, mas positivos — começarão a aparecer ainda esse ano.

 

   1. AUMENTE A PRODUTIVIDADE

Para muitos empreendedores e empresários, ainda não está claro o conceito de produtividade, mesmo ele sendo simples de ser entendido. Produtividade é produzir a mesma quantidade de trabalho, em um menor período de tempo.

É fácil perceber que isso é o caminho contrário que muitas empresas estão tomando: demitindo colaboradores e pedindo que os que ficaram produzam ainda mais do que quando a equipe estava completa. Sinto dizer, mas isso NUNCA vai acontecer.

Produtividade vem com organização. Entenda o fluxo de trabalho do seu negócio e organize-o. Esqueça os post-its e softwares complexos. Use plataformas digitais, como o SiGA, que oferecem soluções completas para organizar não só fluxos de trabalho, mas permitem mensurar resultados e compartilhá-los com seus clientes.

 

  2. MANDE TUDO PARA A NUVEM!

Papeis ocupam espaço, se perdem, não são muito legais com as árvores e, o pior de tudo, PODEM PEGAR FOGO!

A Internet é maravilhosa e parece ser quase infinita. E essa é boa notícia: ela é o maior arquivo que sua empresa pode ter!

Através de uma gestão online, você pode registrar tudo o que sua empresa produz, decide e gera. O resultado final da organização de tudo isso mostra-se um conteúdo precioso para o futuro. Daqui uns anos, você poderá analisar tudo o que sua empresa produziu num determinado mês, de um determinado ano, comparando dados e resultados. O valor disso é absurdo.

Da mesma forma, a Internet torna todo o esforço da sua empresa e dos seus clientes permanente. Grandes propagandas veiculadas na TV nos anos 80 e 90, hoje, só podem ser vistas novamente no Youtube. Elas não estão mais sendo exibidas durante o comercial da novela. Mas posts produzidos para o seu blog permanecerão como conteúdo para quem quiser, daqui a 40, 50 anos no futuro.

 

  3. ANTES DE CORTAR, ANALISE

O corte de gastos com pessoal e na área de marketing são as primeiras vítimas quando crise financeira começa a atingir qualquer empresa. Muitas vezes, a decisão do corte vem sem qualquer tipo de análise de impactos futuros.

O resultado disso, a longo prazo, pode ser uma crise ainda maior. Para a empresa, claro.

Não busque corte de gastos que nos permitam pagar as contas do próximo mês. Uma gestão organizacional que te permita analisar gráficos de desempenho por equipe e colaborador, por exemplo, vai mostrar exatamente como aumentar sua produtividade, como falamos ali em cima.

Da mesma forma, o marketing digital, através de campanhas em redes sociais, e-mail marketing, engajamento e análise da jornada de compra do seu cliente, entregam resultados claros e precisos.

Investidores e empresários querem resultados. Querem saber onde podem apertar o cinto. Ferramentas digitais de marketing e gestão vão entregar exatamente isso: resultados precisos. E, se bem utilizados, resultados positivos.

 

  4. SEU CLIENTE É DIGITAL. ASSIM COMO VOCÊ DEVE SER TAMBÉM

Avalie em tempo real o que seu cliente deseja, o que ele está vendo e o que ele está comprando.

Sim, as pessoas estão comprando na crise! Mas somente de marcas que conseguem achá-las, falar sua língua e tratá-las bem antes, durante e depois da compra.

Não pense que só porque seu produto ou negócio – ou do seu cliente – é offline, que ele vai permanecer assim. Seu cliente está online e ele vai falar de você na Internet. Cabe a você decidir se bem ou mal.

 

  5. CONTINUE A INVESTIR

É exatamente em crises como a que estamos vivendo, que as melhores ideias e inovações nascem. As oportunidades começam a aparecer, quando a maioria tem medo de arriscar.

Mas o risco a qual estamos nos referindo é calculado. Quase nem chega a ser “risco”. Afinal, é um investimento baseado em métricas.

O que seu cliente faz na Internet? O que ele está falando? Quais seus interesses? Se você não sabe responder a essas perguntas, você precisa repensar a forma como sua marca ou sua empresa utiliza a Internet e as ferramentas digitais.

Otimização de recursos e potencial de aumento das vendas, bem como a margem de lucro de produtos e serviços devem ser o norte do seu negócio. Invista em resultados. Ferramentas de gestão online e de marketing digital permitem progredir enquanto muitos não encontram solução.

 

TRABALHE NA DIREÇÃO CERTA

Sim, estamos vivendo uma crise financeira. Todos sabemos disso e cada um busca a melhor forma de passar por essa fase ruim.

O post iniciou assim e está terminando da mesma forma, pois são fatos que não deixaram de ser verdade, mesmo após tudo o que foi dito. O diferencial agora é que você ainda acredita que a crise existe, mas sabe que ela não vai ficar aí pra sempre e que você sabe como sobreviver a ela.

Você e seus clientes podem colher bons resultados, utilizando todo o potencial da Internet. E não pense que isso é uma opção. O mercado mudou e hoje é digital. Seus clientes estão online. Ferramentas digitais são quase obrigatórias na gestão do seu negócio.

call_to_action